PARTIDO HUMANITÁRIO NACIONAL - PHN ESTÁ LEVANTANDO UMA CAMPANHA EM BUSCA DE ASSINATURAS. SE VOCÊ FOR CONVIDADO POR ALGUÉM PARA ASSINAR, ASSINE. COM ISSO ESTARÁ DANDO APOIO AO PHN QUE JÁ EXISTE EM QUASE TODO BRASIL E EM LARANJEIRAS/SERGIPE.

02/12/2015

Pesquisa do IBGE aponta aumento de 160% no número de divórcios no Brasil ao longo de dez anos

As mudanças culturais e sociais que vêm ocorrendo no Brasil incluem um aumento significativo de divórcios, de acordo com relatório do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Somente entre 2004 e 2014 o número de ações judiciais cresceu 160%.
Em 2014, foram registrados 341,1 mil divórcios, contra 130,5 mil em 2004, dez anos antes. Os dados foram revelados na última segunda-feira, 30 de novembro, segundo informações do portal iG.
A pesquisa do IBGE mostra que 30 anos antes, o número de divórcios era muito menor, somando menos de 10% do número de 2014. Em 1984, o número de divórcios era de 30,8 mil. Dez anos depois, em 1994, o crescimento superou a barreira dos 200%, com 94,1 mil separações. Já em 2004, o aumento foi menor do ponto de vista percentual, com 38,7%.

Para o IBGE, o contínuo crescimento do número de divórcios no país revela “uma gradual mudança de comportamento da sociedade brasileira, que passou a aceitá-lo com maior naturalidade e a acessar os serviços de Justiça de modo a formalizar as dissoluções dos casamentos”.
Quando os mesmos números são colocados sob análise por outra perspectiva, é possível ter uma noção ainda mais precisa: em 1984, o número de divórcios a cada mil habitantes era de 0,44 entre a população com 20 ou mais anos de idade, e após 30 anos, passou para 2,41.
Entre os estados, o Amapá é o que registra a menor incidência de divórcios, com 1,02 a cada mil habitantes. Já o Distrito Federal possui a maior, com 3,74 casamentos desfeitos.
O IBGE também revelou que a idade média das mulheres divorciadas em 2014 era de 40 anos, enquanto a dos homens era 44.

Fonte: Gospel mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário