PARTIDO HUMANITÁRIO NACIONAL - PHN ESTÁ LEVANTANDO UMA CAMPANHA EM BUSCA DE ASSINATURAS. SE VOCÊ FOR CONVIDADO POR ALGUÉM PARA ASSINAR, ASSINE. COM ISSO ESTARÁ DANDO APOIO AO PHN QUE JÁ EXISTE EM QUASE TODO BRASIL E EM LARANJEIRAS/SERGIPE.

24/03/2015

Ladrão se arrepende, devolve bens e escreve carta pedindo perdão: “Deus tocou meu coração”

Material devolvido
Um ladrão arrependido escreveu uma carta para a vítima e pediu perdão pelo assalto. O homem devolveu tudo que havia roubado e se disse envergonhado pelo crime.
A história acima envolve a fotógrafa Nih Fernandes, moradora de Mangabeira II, no Rio de Janeiro (RJ). Na noite de quarta-feira, 18 de março, ela encontrou seu apartamento revirado e deu falta de suas duas câmeras profissionais, um iPad, dois flashes e quatro lentes.
Porém, na quinta-feira, 19 de março, ela foi surpreendida por uma vizinha, que a informou que um homem de moto havia passado e deixado uma sacola no local com uma carta dentro.
Ao abrir, encontrou todo seu equipamento e uma carta, com um pedido de desculpas do ladrão pelo roubo.
Na carta, escrita a próprio punho, o criminoso pede perdão, reconhece que estava errado, mas não gostaria de envergonhar sua família. O ladrão também diz que sabe o valor que as coisas compradas “com suor” têm.
“Moça, moro em Mangabeira, me perdoe por ter lhe tirado o que a senhora comprou com o seu suor. Então, estou lhe devolvendo porque eu tenho família e não quero destruir a minha família por causa das coisas dos outros. Eu amo a minha família, e não quero que a minha família, meu pai nem minha mãe sofra por causa disso. Lhe agradeço de coração por não ter mandado a Polícia atrás de mim. E mais uma vez, me perdoe”, dizia trecho da carta do ladrão, que assina como Carlos.
Em outro trecho da carta, Carlos diz que sabe que o que ele fez “é errado”, porém “a influência foi grande, mas Deus tocou meu coração”.
Para a fotógrafa, o desfecho foi inesperado: “Primeiro eu fiquei estarrecida com o roubo. É terrível, todo mundo que é roubado sabe. Mas eu fiquei tão grata, sem acreditar. Então, eu estou agradecida. Essa é a maior prova que em comunidades tem, sim, má influência. A única referência que esses rapazes têm de sucesso são essas facções. Mas tem muita gente honesta, trabalhadora, e a família dele provavelmente é uma dessas”, disse à reportagem do RJ TV.
A Polícia afirmou que o arrependimento do ladrão pode não ter sido tão espontâneo assim. O soldado Alyson Viana afirmou que o iPad da fotógrafa foi rastreado em um endereço, porém como já era noite, não foi possível conseguir um mandado de busca e apreensão. Mesmo assim, equipes da PM fizeram abordagens na região onde o localizador mostrava o tablete. “Possivelmente pela pressão da presença dos policiais, ele repensou a atitude dele”, disse Viana.
Carta escrita pelo ladrão pedindo perdão

Nenhum comentário:

Postar um comentário