PARTIDO HUMANITÁRIO NACIONAL - PHN ESTÁ LEVANTANDO UMA CAMPANHA EM BUSCA DE ASSINATURAS. SE VOCÊ FOR CONVIDADO POR ALGUÉM PARA ASSINAR, ASSINE. COM ISSO ESTARÁ DANDO APOIO AO PHN QUE JÁ EXISTE EM QUASE TODO BRASIL E EM LARANJEIRAS/SERGIPE.

11/03/2015

Encerrada a Capacitação sobre violência e abusos nas crianças. “Construindo um lugar seguro”

Pessoal da Capacitação
A Capacitação do Projeto José, que iniciou na semana passada e interrompida provisoriamente por conta do acidente, retomou suas atividades normais e finalizou nesta quarta-feira, dia 11/03, com a entrega de certificados a mais de 15 pessoas que foram capacitadas para saber lhe dar com a situação da pedofilia, abusos diversos nas crianças.
Para a professora Wanda Hudson, que ministrou todas as aulas, a criança não mente. Ela deu detalhe sobre essa questão com base em pesquisas que foram feitas e apontaram que 92% das crianças falam a verdade, apenas 8% invertem o que falam.
O curso foi todo voltado para o perfil do abusador que em muitos casos está relacionado ao pedófilo, bem como a transtornos mentais – onde para muitos casos, segundo a psicopatologia não deve ser encaminhado para o psicólogo, mas para um psiquiatra. “O Psicólogo não trata de problemas de transtornos, ele encaminha para o psiquiatra”.

A instrutora citou entre tantos, que é preciso ficar de olho na criança, no seu comportamento. Qualquer comportamento fora do normal, deve ser encarado com preocupação e fazer uma investigação como por exemplo: “crianças que estão na escola e não querem retornar tão logo termine as aulas, para casa”. É um problema que carece de uma investigação para responder a pergunta: “por que ela não quer voltar pra casa?”
O curso foi todo baseado nesse aspecto e deixou seus participantes curiosos e em poucas aulas, aptos a enfrentar uma situação como essa para desvendar o fato. É a rede de conexão entre pessoas, líderes, igrejas, e setores do governo tais como do setor social que lhe dá com esse tipo de coisas e por fim, o conselho tutelar. A instrutora Wanda Hudson foi mais além, “não precisa castigar com palmadas, espancamentos a criança que esta estiver agindo como criança”. Um exemplo, “a criança está pulando na cama brincando, vem os pais e bate nesta criança. Ela não vai saber por que está apanhando!”. Observando esse texto notamos que é verdade, a criança está apanhando por ser criança, pois isso é brincadeira de criança.

Esses assuntos e tantos outros transmitidos nas aulas, preencheram dúvidas e capacitou lideranças como líderes de igrejas, líderes políticos a exemplo da vereadora Celígena, e tantas outras pessoas vinculadas a uma igreja seja católica, Charliton Vieira – o Branco, evangélica – como o Pastor Jorge e Carlos Alberto - representando da Unimel.
No final, um close para as fotos. Foi a hora que encerrou a capacitação e todos exibiram com orgulho seus certificados. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário