NO DIA 30 DE SETEMBRO ACONTECERÁ UMA FESTA EM HOMENAGEM A TODOS OS PASTORES DE LARANJEIRAS. PARTICIPE!!!

03/01/2015

‘Posso não entender de esporte, mas entendo de gente’, diz novo ministro

George Hilton coloca como prioridade prorrogação da Lei de Incentivo ao Esporte, que vence em 2015
BRASÍLIA- O novo ministro do Esporte, George Hilton, assumiu o cargo nesta sexta-feira com um discurso prometendo colocar a gestão e a política a favor da pasta. Ele afirmou ter apoiado propostas da área, admitiu o pouco conhecimento sobre a área e afirmou que com diálogo vai superar as dificuldades.
— Posso não entender profundamente de esporte, mas entendo de gente. Eu entendo de gente. Eu sei ouvir, sei dialogar, sei criar convergências entre opostos, usarei a capacidade de gestão e a política em favor do esporte brasileiro, com toda a minha energia — afirmou.
Apesar da manifestação de que estava disposto ao diálogo, o ministro recusou-se a dar entrevistas após receber o cargo e ficou em uma sala reservada recebendo cumprimentos dos convidados. Na transmissão de cargo havia apenas um atleta de alto rendimento, Emanuel, do vôlei de praia. Ele é casado com Leila, ex-jogadora de vôlei, filiada ao PRB do ministro Hilton e secretária de Esportes do Distrito Federal. Na platéia basicamente políticos, funcionários da pasta e cartolas de diversas confederações esportivas.

Em um discurso de 50 minutos, Hilton disse que chega na pasta para somar e que está disposto a ouvir sugestões “independente” de onde venham. Fez acenos ao movimento dos jogadores de futebol Bom Senso FC, mas ignorou o grupo Atletas pela Cidadania, que já fez ataque a sua nomeação. Afirmou ainda estar disposto a dialogar com a imprensa esportiva e disse saber com as críticas.
— Respeito a critica, as criticas não me abatem, me impulsionam a empurrar a mim mesmo a realizar proezas — disse.
O novo ministro disse que uma prioridade será trabalhar no Congresso pela prorrogação da Lei de Incentivo ao Esporte, que vence em 2015. Essa lei permite a empresas deduzirem do imposto de renda recursos aplicado na área, sobretudo na base. Hilton disse que pretende ampliar parcerias com o Ministério da Educação para incentivar cada vez mais o esporte educacional.
Sobre as Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016, afirmou que serão os melhores jogos de todos os tempos e que espera como efeito positivo de legado a influência nos jovens para a prática de esportes.
O ministro Aldo Rebelo, que sai do Esporte para comandar Ciência e Tecnologia, fez um balanço positivo de sua gestão e usou a parábola bíblica dos talentos para desejar que o sucessor consiga ampliar as conquistas da pasta.
Andrew Parsons, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, minimizou a falta de experiência de Hilton na área e afirmou que a comunidade esportiva está disposta a ajudá-lo.

- Ele vai ser avaliado pelo que vai fazer daqui para frente e não pelo que fez até hoje - afirmou.

Por Eduardo Brescian

Nenhum comentário:

Postar um comentário