FELIZ NATAL PRA TODOS E UM ANO DE 2017 CHEIO DE PAZ, AMOR E MUITA PROSPERIDADE JUNTO AO PAI CELESTRE: NOSSO DEUS TODO PODEROSO!!!

19/10/2016

CML: Queda constante de receita tem preocupado vereadores de Laranjeiras

Os parlamentares da Câmara Municipal de Laranjeiras chamaram a atenção na sessão dessa terça-feira (25), para os riscos que o município está correndo devido à queda constante das receitas repassadas pelos governos estadual e federal. De acordo com os vereadores, a situação é delicada e caso o quadro não mude nos próximos meses, a Prefeitura de Laranjeiras poderá decretar “estado de falência”.
O vereador José Carlos (PMDB) ressaltou que o Portal da Transparência da Prefeitura de Laranjeiras mostra claramente a queda acentuada na receita no municipal entre os anos de 2015 e 2016. “Zé Carlos” afirmou que comparando alguns meses do ano passado com o deste, a queda chega a quase 50%. “Em setembro de 2015 a Prefeitura chegou a arrecadar mais de R$ 7,5 milhões no mês de setembro. Já este ano, no mesmo período, não chegou a pouco mais de R$3,4 milhões. Isso é preocupante, porque os compromissos com servidores e fornecedores precisam ser cumpridos”, avaliou.
Fafen

Outro problema que tem tirado o sono de alguns parlamentares é com relação a Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados, empresa ligada à Petrobras. Firmada no município há mais de 30 anos, a empresa cogita ser vendida para o mercado privado ou até mesmo fechar as portas. Tal situação ocasionaria a demissão de vários funcionários oriundos do Vale do Cotinguiba e também o cancelamento de repasses necessários à administração municipal.
O vereador Janio Dias (PMDB), que é funcionário da empresa, explica melhor a situação. “Isso resultaria num impacto muito grande na economia do município, porque a empresa deixaria de repassar impostos como ICMS, ISS, ITR, IPTU, entre outros. Isso sem falar também na influência sobre o comércio local, já que diversas pessoas trabalham em empresas terceirizadas que são ligadas diretamente à fábrica, algo que movimenta diversos serviços hoje existentes no município”, alerta.
Todos os vereadores presentes se mostraram bastante preocupados com a realidade. “Nós estamos aqui para representar o povo e sabemos que não é só Laranjeiras, como todo o país que passa por essa situação de instabilidade. Não sabemos o que poderá acontecer daqui pra frente, mas temos que trabalhar e estudar melhores alternativas para lidar com a crise. A Câmara fará seu papel e colocará esse debate à tona”, adiantou o presidente da Casa, Luciano da Varzea (PMDB).


Nenhum comentário:

Postar um comentário