PARTIDO HUMANITÁRIO NACIONAL - PHN ESTÁ LEVANTANDO UMA CAMPANHA EM BUSCA DE ASSINATURAS. SE VOCÊ FOR CONVIDADO POR ALGUÉM PARA ASSINAR, ASSINE. COM ISSO ESTARÁ DANDO APOIO AO PHN QUE JÁ EXISTE EM QUASE TODO BRASIL E EM LARANJEIRAS/SERGIPE.

15/03/2015

Explosões em igreja no Paquistão matam 5 e ferem 46

Suspeito de participar do atentado foi linchado, segundo a imprensa local.

Governo lançou pacote de medidas antiterroristas após ataque em dezembro.

Familiares lamentam morte de parente em ataque em 
Lahore (Foto: Mohsin Raza/Reuters)
Pelo menos cinco pessoas morreram e outras 46 ficaram feridas neste domingo em duas explosões gêmeas dirigidas contra uma igreja em uma área cristã da cidade de Lahore, no nordeste do Paquistão, informou à Agência Efe uma fonte oficial.
A igreja, que conta com uma "grande afluência" de fiéis aos domingos, fica na área de Youhanabad, a maior cidade cristã do país, disse o porta-voz do escritório de resgate de Lahore, Jaam Sajjad.
Pouco depois das explosões, um jovem suspeito de ter participado do atentado foi linchado na rua, de acordo com a imprensa local.
O Paquistão é um país islâmico predominantemente sunita e não são raros os ataques contra minorias religiosas, como o ocorrido no final de janeiro contra a comunidade xiita no sul do país que deixou 58 mortos.

O governo paquistanês lançou um pacote de medidas antiterroristas por causa do ataque a uma escola em 16 de dezembro em Peshawar, nas áreas tribais do noroeste do país, quando 132 crianças e vários funcionários morreram.
Como parte dessas medidas, as tropas paquistanesas intensificaram a operação 'Zarb-el-Azb' (Afiado e cortante), lançada em junho de 2014 na área tribal do Waziristão do Norte, e a ofensiva em andamento em Khyber desde outubro.
O Executivo também suspendeu na terça-feira a moratória em vigor desde 2008 sobre a pena de morte em todo tipo de casos, embora já tivesse dado sinal verde às execuções de condenados por terrorismo apenas um dia depois do atentado à escola.

Fonte: G1.globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário