NO DIA 30 DE SETEMBRO ACONTECERÁ UMA FESTA EM HOMENAGEM A TODOS OS PASTORES DE LARANJEIRAS. PARTICIPE!!!

30/09/2014

Pastor Silas Malafaia desafia pastores a participarem ativamente do processo político do país, e critica a omissão de líderes evangélicos sobre o tema; Assita

O pastor Silas Malafaia publicou em seu canal no YouTube um vídeo no qual desafia os cristãos a participarem dos processos políticos e sociais do país. Afirmando que é dever do cristão estar no “mundo” para manifestar o Reino de Deus, ele ataca as criticas de que os cristãos devem limitar às paredes da igreja e afirma que isso é um discurso criado para alijar os evangélicos do processo político.
Malafaia inicia o vídeo afirmando que iria “desafiar os evangélicos desse país e a sua liderança”, e cita o texto de 2 Coríntios 13:8 para iniciar seu discurso de que os cristãos devem, sim, ser atuantes e produtivos politicamente como qualquer outro setor da sociedade.
O pastor criticou líderes cristãos que se omitem do processo político afirmando que se esses se calarem sobre a política outros setores da sociedade iriam influenciar suas ovelhas.
Ele afirma que uma das piores coisas já ensinadas aos crentes é que eles não têm nada a ver com a política e que não devem se misturar nas discussões sobre o tema, dando a entender que os cristãos deveriam se afastar da vida social e em comunidade, se isolando em seu próprio meio.
- Meu filho, quando Deus mandou o seu povo, em Jeremias 29, para uma terra estranha, para a Babilônia, aonde eles iam passas 70 anos, você sabe quais foram as instruções de Deus para o seu povo em uma terra estranha: Foram as seguintes: Vocês têm que ser produtivos, vocês têm que construir casas, vocês tem que interagir na sociedade, vocês tem que ser promotores da paz, vocês têm que ser aqueles que vão interceder pela cidade – afirmou o pastor.
Malafaia diz ainda que quando Jesus disse “dai a César o que é de César e dai a Deus o que é de Deus”, ele estava sinalizando para a “cidadania terrena” e para a “cidadania celestial”, e ressalta que uma não anula a outra,
- Será que vamos ser tão alienados e ignorantes, que nos consideramos como estando fora do contexto social, como os ímpios querem nos colocar? – questionou.
- Qualquer pessoa pode dar palpite, quando um pastor fala é religião – completou Malafaia, citando que qualquer segmento da sociedade pode falar livremente sobre a política nacional, mas que quando um religioso se levanta sobre o tema ele é criticado e rechaçado. Segundo o pastor, trata-se de “um jogo sujo, nojento e antidemocrático” para alijar os cristãos do processo social.
Malafaia criticou ainda os cristãos que concordam com o discurso de que os religiosos devem limitar seu discurso aos seus templos, afirmando que “a igreja só é igreja quando sai das suas quatro paredes” e que “a igreja só é igreja quando está no mundo para implantar o Reino de Deus”.
- Eu vou fazer um desafio aos pastores do Brasil. Há trinta dias que na igreja em que sou pastor, ou em todas as igrejas que estão debaixo da minha direção, em todo culto eu mando levantar um clamor exclusivo pelo Brasil. Eu queria desafiar, temos uma semana para as eleições: em todos os cultos até as eleições, levantem um clamor para que a roubalheira, para que a safadeza venha à tona para que o povo não seja enganado – afirmou Malafaia, que também desafiou todos os cristãos a fazerem um clamor diário em suas orações pelo país.

Gospel mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário