ATENÇÃO: ISAIAS 55:6 - BUSCAI AO SENHOR ENQUANTO SE PODE ACHAR, INVOCAI-O ENQUANTO ESTÁ PERTO

22/08/2014

De olho no voto dos evangélicos, Aécio Neves diz ter uma “fé inabalável em Deus”

O candidato do PSDB à presidência da República, Aécio Neves, deu ênfase à “fé em Deus” no seu primeiro programa de rádio e TV da propaganda eleitoral gratuita.
Com um discurso bastante abrangente, Aécio fez uma espécie de apresentação pessoal aos eleitores, falando sobre sua expectativa de que é possível ter maior qualidade de vida no Brasil.
De olho no voto dos evangélicos, Aécio Neves afirmou ter “orgulho de sua família” e uma “fé inabalável em Deus” para superar desafios e conquistar objetivos.
Nas principais entrevistas concedidas pelo candidato ao Palácio do Planalto, o tucano frisou que é contra a legalização das drogas, pois o “Brasil não pode servir de laboratório para experiências nessas áreas”.
Como ainda é pouco conhecido no Brasil, a ideia do programa de Aécio foi a de mesclar suas propostas para o país com uma espécie de minibiografia.
Aécio Neves também prestou homenagem ao falecido Eduardo Campos, a quem chamou de “amigo” e lembrou que se conheciam há décadas, desde o movimento pela redemocratização do Brasil na década de 1980.

Palanque evangélico
De olho numa possível chegada ao segundo turno, o candidato visitou recentemente a sede da Assembleia de Deus Ministério do Belém, em São Paulo, onde foi ouvido pelo pastor José Wellington Bezerra da Costa, que em 2010 apoiou José Serra (PSDB). No primeiro turno, o apoio de José Wellington deverá ser dado ao colega Everaldo Pereira (PSC), membro da Assembleia de Deus e apoiado por Magno Malta, Marco Feliciano e Silas Malafaia.
No entanto, caso se classifique para o segundo turno das eleições, Aécio quer atrair o apoio dos líderes evangélicos na disputa contra Dilma Rousseff (PT). A possibilidade de costurar uma aliança nesse cenário é bastante real, já que um dos mais influentes pastores do Brasil, Silas Malafaia, já declarou que apoiará “qualquer um” que enfrente o PT no segundo turno.
Gospel mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário