FELIZ NATAL PRA TODOS E UM ANO DE 2017 CHEIO DE PAZ, AMOR E MUITA PROSPERIDADE JUNTO AO PAI CELESTRE: NOSSO DEUS TODO PODEROSO!!!

28/08/2014

Contas de luz no Nordeste sobem mais de 20%

A diretoria da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) definiu nesta terça-feira (26) uma série de reajustes anuais na conta de luz de consumidores do Nordeste, todos acima de 20%.

Em Alagoas, a Ceal (Companhia Energética de Alagoas) foi autorizada a dar um reajuste aos consumidores residenciais de 29,75%. A distribuidora atende um milhão de unidades consumidoras, em 102 municípios do Estado.

A diretoria da agência aprovou um reajuste de 22,25% para os consumidores residenciais da Cemar (Companhia Energética do Maranhão), que atende 2,1 milhões de unidades consumidores, em 217 cidades do Estado.
No Piauí, o reajuste autorizado foi de 24,7%. A Cepisa (Companhia Energética do Piauí) atende 1,1 milhão de unidades consumidoras, em 224 cidades.
Os consumidores residenciais da Paraíba, atendidos pela distribuidora Energisa, sentirão um aumento de 20,83% na conta de luz. A empresa atende 1,3 milhão de unidades consumidoras, em 216 municípios do Estado.
Todos esses novos valores passarão a valer a partir da próxima quinta-feira, 28 de agosto.
Segundo a Aneel, os fatores que explicam os reajustes são: custos das distribuidoras com compra de energia, transmissão e pagamento de encargos setoriais.


COOPERATIVAS
A diretoria da agência também aprovou reajustes de duas cooperativas de distribuição de energia, ambas localizadas no Estado de São Paulo.
A Cedri (Cooperativa de Energização e Desenvolvimento Rural do Vale do Itariri), que atende 2,6 mil unidades consumidoras, terá reajuste médio de 14,59%.
A Cedrap (Cooperativa de Eletrificação e Desenvolvimento Rural do Alto Paraíba Ltda) terá reajuste médio de 11,38%. A cooperativa atende 5,3 mil unidades em Paraibuna.
*Veja, abaixo, outros reajustes já autorizados pela Aneel neste ano.

SUDESTE

SÃO PAULO
Eletropaulo
6,7 milhões de residências, escritórios e indústrias em 24 municípios da região metropolitana de São Paulo, incluindo a capital
18,06% para residências
19,93% para indústrias

Bragantina
122 mil unidades de consumo, 15 municípios (5 na região de Bragança Paulista, SP, e 10 em Minas Gerais)
14,98% para residências
14,43% para indústria

Vale Paranapanema
167 mil unidades de consumo, em 27 municípios (região de Assis)
18,98% para residências
21,31% para indústria

CNEE (Companhia Nacional de Energia Elétrica) mil unidades de consumo, em 15 municípios (região de Novo Horizonte e Catanduva)
16,93% para residências
16,64% para indústrias

Caiuá-D (Caiuá Distribuição de Energia)
230 mil unidades de consumo, em 24 municípios (região de Presidente Prudente)
14,42% para residências
13,39% para indústrias

Elektro
2,4 milhões de clientes em 228 cidades no interior de São Paulo e cinco no interior do Mato Grosso do Sul.
35,97% para residências
41,79% para indústrias

MINAS GERAIS
Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais)
18,2 milhões de clientes, em 774 municípios
14,24% para residências
12,41% para indústria

Bragantina
122 mil unidades de consumo, 15 municípios (5 na região de Bragança Paulista, SP, e 10 em Minas Gerais)
14,98% para residências
14,43% para indústria

Energisa Minas Gerais
407 mil residências em 66 municípios de Minas e do Rio de Janeiro
5,8% para residências
3,75% para indústrias e consumidores de alta tensão

RIO DE JANEIRO
Energisa Minas Gerais
407 mil residências em 66 municípios de Minas e do Rio de Janeiro
5,8% para residências
3,75% para indústrias e consumidores de alta tensão

Energisa Nova Friburgo
96 mil residências e comércios no município de Nova Friburgo, no Rio de Janeiro
13,66% para residências
7,94% para indústrias e consumidores de alta tensão

ESPÍRITO SANTO
Escelsa
1,4 milhão de consumidores
24,7% para residências
21,9% para indústrias e consumidores de alta tensão

_

SUL

RIO GRANDE DO SUL
AES Sul
1,2 milhões de clientes, em 118 municípios
28,99% para residências
30,29% para indústria

PARANÁ
Copel
4,22 milhões de clientes, em 396 municípios (3 deles apenas na área rural)
23,89% para residências
26,28% para indústrias

Cocel
Município de Campo Largo
42,02%, em média

SANTA CATARINA
Celesc
2,6 milhões de unidades consumidoras
22,7% para residências
22,4% para grandes consumidores

Iguaçu Energia
32 mil consumidores do oeste de Santa Catarina
5,86% para residências
5,75% para grandes consumidores


NORDESTE
PERNAMBUCO
Celpe (Companhia Energética de Pernambuco)
3,2 milhões de clientes, em todos os municípios pernambucanos
17,69% para residências
17,86 para indústrias

SERGIPE
Energisa Sergipe
630 mil clientes, em 63 municípios
12,17% para residências
11,31% para indústrias

CEARÁ
Coelce (Companhia Energética do Ceará)
Mais de 3 milhões de clientes, em 184 municípios
17,02% para residências
16,16% para indústrias

BAHIA

Coelba (Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia)
5,3 milhões de clientes, em 415 municípios
14,82% para residências
16,04% para indústrias

RIO GRANDE DO NORTE
Cosern (Companhia Elétrica do Estado do Rio Grande do Norte)
Mais de 1,2 milhão de clientes, em 167 municípios
11,40% para residências
15,78% para indústrias

PIAUÍ
Cepisa
1,1 milhão de unidades consumidoras em 224 cidades
24,93% para residências
29,14% para indústrias

ALAGOAS
Eletrobras Distribuição Alagoas
1 milhão de unidades consumidoras, em 102 municípios
30,02% para residências
37,08% para indústrias

MARANHÃO
Cemar
1,8 milhão de clientes, em 217 municípios
24,11% para residências
24,16% para indústrias

PARAÍBA
Energisa
1,3 milhão de unidades consumidoras, em 216 municípios da Paraíba.
21,43% para residências
22,75% para residências

_

CENTRO-OESTE

MATO GROSSO DO SUL

Enersul
909 mil unidades de consumo, em pelo menos 10 municípios
9,4% para residências
14,11% para indústrias

Elektro
2,4 milhões de clientes, em 228 cidades no interior de São Paulo e cinco no interior do Mato Grosso do Sul
35,97% para residências
41,79% para indústrias

DISTRITO FEDERAL

CEB
960 mil consumidores
18,38% para residências
19,9% para comércio e indústria

_

NORTE

TOCANTINS

Celtins
574 mil residências, empresas e indústrias do Tocantins
10,98% nas tarifas dos consumidores residenciais
10,43% para industriais

PARÁ

Celpa
1,9 milhão de consumidores
34,3% para residências
36,4% para indústrias

Jari Celulose
2,5 mil consumidores próximos à sua unidade de produção no interior do Pará
5,75% de reajuste

Fonte: Folha Online - 26/08/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário