PARTIDO HUMANITÁRIO NACIONAL - PHN ESTÁ LEVANTANDO UMA CAMPANHA EM BUSCA DE ASSINATURAS. SE VOCÊ FOR CONVIDADO POR ALGUÉM PARA ASSINAR, ASSINE. COM ISSO ESTARÁ DANDO APOIO AO PHN QUE JÁ EXISTE EM QUASE TODO BRASIL E EM LARANJEIRAS/SERGIPE.

28/08/2014

Contas de luz no Nordeste sobem mais de 20%

A diretoria da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) definiu nesta terça-feira (26) uma série de reajustes anuais na conta de luz de consumidores do Nordeste, todos acima de 20%.

Em Alagoas, a Ceal (Companhia Energética de Alagoas) foi autorizada a dar um reajuste aos consumidores residenciais de 29,75%. A distribuidora atende um milhão de unidades consumidoras, em 102 municípios do Estado.

A diretoria da agência aprovou um reajuste de 22,25% para os consumidores residenciais da Cemar (Companhia Energética do Maranhão), que atende 2,1 milhões de unidades consumidores, em 217 cidades do Estado.
No Piauí, o reajuste autorizado foi de 24,7%. A Cepisa (Companhia Energética do Piauí) atende 1,1 milhão de unidades consumidoras, em 224 cidades.
Os consumidores residenciais da Paraíba, atendidos pela distribuidora Energisa, sentirão um aumento de 20,83% na conta de luz. A empresa atende 1,3 milhão de unidades consumidoras, em 216 municípios do Estado.
Todos esses novos valores passarão a valer a partir da próxima quinta-feira, 28 de agosto.
Segundo a Aneel, os fatores que explicam os reajustes são: custos das distribuidoras com compra de energia, transmissão e pagamento de encargos setoriais.


COOPERATIVAS
A diretoria da agência também aprovou reajustes de duas cooperativas de distribuição de energia, ambas localizadas no Estado de São Paulo.
A Cedri (Cooperativa de Energização e Desenvolvimento Rural do Vale do Itariri), que atende 2,6 mil unidades consumidoras, terá reajuste médio de 14,59%.
A Cedrap (Cooperativa de Eletrificação e Desenvolvimento Rural do Alto Paraíba Ltda) terá reajuste médio de 11,38%. A cooperativa atende 5,3 mil unidades em Paraibuna.
*Veja, abaixo, outros reajustes já autorizados pela Aneel neste ano.

SUDESTE

SÃO PAULO
Eletropaulo
6,7 milhões de residências, escritórios e indústrias em 24 municípios da região metropolitana de São Paulo, incluindo a capital
18,06% para residências
19,93% para indústrias

Bragantina
122 mil unidades de consumo, 15 municípios (5 na região de Bragança Paulista, SP, e 10 em Minas Gerais)
14,98% para residências
14,43% para indústria

Vale Paranapanema
167 mil unidades de consumo, em 27 municípios (região de Assis)
18,98% para residências
21,31% para indústria

CNEE (Companhia Nacional de Energia Elétrica) mil unidades de consumo, em 15 municípios (região de Novo Horizonte e Catanduva)
16,93% para residências
16,64% para indústrias

Caiuá-D (Caiuá Distribuição de Energia)
230 mil unidades de consumo, em 24 municípios (região de Presidente Prudente)
14,42% para residências
13,39% para indústrias

Elektro
2,4 milhões de clientes em 228 cidades no interior de São Paulo e cinco no interior do Mato Grosso do Sul.
35,97% para residências
41,79% para indústrias

MINAS GERAIS
Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais)
18,2 milhões de clientes, em 774 municípios
14,24% para residências
12,41% para indústria

Bragantina
122 mil unidades de consumo, 15 municípios (5 na região de Bragança Paulista, SP, e 10 em Minas Gerais)
14,98% para residências
14,43% para indústria

Energisa Minas Gerais
407 mil residências em 66 municípios de Minas e do Rio de Janeiro
5,8% para residências
3,75% para indústrias e consumidores de alta tensão

RIO DE JANEIRO
Energisa Minas Gerais
407 mil residências em 66 municípios de Minas e do Rio de Janeiro
5,8% para residências
3,75% para indústrias e consumidores de alta tensão

Energisa Nova Friburgo
96 mil residências e comércios no município de Nova Friburgo, no Rio de Janeiro
13,66% para residências
7,94% para indústrias e consumidores de alta tensão

ESPÍRITO SANTO
Escelsa
1,4 milhão de consumidores
24,7% para residências
21,9% para indústrias e consumidores de alta tensão

_

SUL

RIO GRANDE DO SUL
AES Sul
1,2 milhões de clientes, em 118 municípios
28,99% para residências
30,29% para indústria

PARANÁ
Copel
4,22 milhões de clientes, em 396 municípios (3 deles apenas na área rural)
23,89% para residências
26,28% para indústrias

Cocel
Município de Campo Largo
42,02%, em média

SANTA CATARINA
Celesc
2,6 milhões de unidades consumidoras
22,7% para residências
22,4% para grandes consumidores

Iguaçu Energia
32 mil consumidores do oeste de Santa Catarina
5,86% para residências
5,75% para grandes consumidores


NORDESTE
PERNAMBUCO
Celpe (Companhia Energética de Pernambuco)
3,2 milhões de clientes, em todos os municípios pernambucanos
17,69% para residências
17,86 para indústrias

SERGIPE
Energisa Sergipe
630 mil clientes, em 63 municípios
12,17% para residências
11,31% para indústrias

CEARÁ
Coelce (Companhia Energética do Ceará)
Mais de 3 milhões de clientes, em 184 municípios
17,02% para residências
16,16% para indústrias

BAHIA

Coelba (Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia)
5,3 milhões de clientes, em 415 municípios
14,82% para residências
16,04% para indústrias

RIO GRANDE DO NORTE
Cosern (Companhia Elétrica do Estado do Rio Grande do Norte)
Mais de 1,2 milhão de clientes, em 167 municípios
11,40% para residências
15,78% para indústrias

PIAUÍ
Cepisa
1,1 milhão de unidades consumidoras em 224 cidades
24,93% para residências
29,14% para indústrias

ALAGOAS
Eletrobras Distribuição Alagoas
1 milhão de unidades consumidoras, em 102 municípios
30,02% para residências
37,08% para indústrias

MARANHÃO
Cemar
1,8 milhão de clientes, em 217 municípios
24,11% para residências
24,16% para indústrias

PARAÍBA
Energisa
1,3 milhão de unidades consumidoras, em 216 municípios da Paraíba.
21,43% para residências
22,75% para residências

_

CENTRO-OESTE

MATO GROSSO DO SUL

Enersul
909 mil unidades de consumo, em pelo menos 10 municípios
9,4% para residências
14,11% para indústrias

Elektro
2,4 milhões de clientes, em 228 cidades no interior de São Paulo e cinco no interior do Mato Grosso do Sul
35,97% para residências
41,79% para indústrias

DISTRITO FEDERAL

CEB
960 mil consumidores
18,38% para residências
19,9% para comércio e indústria

_

NORTE

TOCANTINS

Celtins
574 mil residências, empresas e indústrias do Tocantins
10,98% nas tarifas dos consumidores residenciais
10,43% para industriais

PARÁ

Celpa
1,9 milhão de consumidores
34,3% para residências
36,4% para indústrias

Jari Celulose
2,5 mil consumidores próximos à sua unidade de produção no interior do Pará
5,75% de reajuste

Fonte: Folha Online - 26/08/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário